São Tomé: Roça Bombaim e Cascata Bombaim


De todas as roças que visitei, esta foi uma das minhas preferidas. A casa principal, outrora a casa do "CEO" da roça, foi adaptada a pousada e agora aluga os seus 10 quartos (todos muito modestos), 5 com casa de banho privada. E sem electricidade...A roça continua activa, produzindo café, cacau, pimenta, baunilha, banana e mata bala. E porquê este nome, Bombaim? Porque a roça foi comandada por uma família indiana que foi quem levou o mangostão para a ilha.

Uma porta giratória que, se pudesse trazia para a minha casa.
Um dos maiores quartos da Roça Bombaim
A vista da floresta em redor é deslumbrante e a banda sonora
dos pássaros não podia ser mais inspiradora.


Visitei esta roça ao final do dia. Uma vez mais, foi recebida por um grupo de crianças. E uma vez mais, os trabalhadores da roça estavam já bem bebidos e passei por um momento memorável à conta do vinho de palma. Estive uns 10 minutos à conversa com um velhote desdentado sem perceber rigososamente nada do que ele me dizia. Nem uma palavra! Mas o senhor parecia tão feliz por estar à conversa comigo que fui acenando a cabeça positivamente e sorrindo como quem estava a perceber tudo, fazendo um esforço para não me desmanchar a rir com as poses que ele fez para a fotografia. Estava perdido de bêbado. Acho que se lhe aproximasse um fósforo, ele explodia...



Consegui imaginar-me a passar aqui umas noites com uma pilha de livros para ler
entre banhos de cascata


Pode-se tomar banho nesta cascata.

4 comentários:

  1. Eheh, também estive com este senhor em Junho. Ele e um amigo, ainda em pior estado! Cantaram-me o hino nacional português e digo-lhe que foi qualquer coisa "do outro mundo". A Roça, como hotel, está meio abandonada, pois o dono faleceu e os filhos, infelizmente, não pegam no negócio. Apesar de vazia, consegui que um puto de 15 anos que apareceu do nada nos deixasse descansar num dos quartos e nos fizesse um almoço maravilhoso...só para nós...isto só acontece em São Tomé :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, isso deve ter sido engraçado. Adoro estes imprevistos. E esta minha viagem teve muitos e todos bons. Obrigada pela sua mensagem, Mónica.

      Eliminar
    2. O senhor continua por cá e a cantar o hino!

      Eliminar
    3. Não me importava nada de me cruzar com ele outra vez, até porque era sinal de que regressava a São Tomé.

      Eliminar